DOAÇÃO

Desobsessão

Desobsessão - Trat. 02

A obsessão é uma espécie de cobrança que bate às portas da alma - é um processo bilateral. Faz-se presente porque existe de um lado o cobrador, sequioso de vingança, sentindo-se ferido e injustiçado, e de outro, o devedor, trazendo impresso no seu períspirito as matrizes da culpa, do remorso ou do ódio que não se extinguiu.

A obsessão, tanto vista do ângulo do obsidiado, quanto do prisma do obsessor, somente ocorre porque os seres humanos ainda carregam em suas almas, taxa mais elevada de sombra que de luz. Enquanto isso ocorrer, haverá obsessores e obsidiados: o domínio negativo de quem é mentalmente mais forte, sobre o mais fraco; do credor sobre o devedor.

E haverá algozes e vítimas.  Tal estado de coisas unicamente se harmonizará quando existirem apenas irmãos que se amem.

Resumindo, diremos: configura-se a obsessão toda vez que alguém, encarnado ou desencarnado, exercer sobre outrem constrição mental negativa - por  um motivo qualquer - através de simples sugestão, indução ou  coação, com o  objetivo de domínio - processo esse que se repete continuamente, na Terra ou no  Plano Espiritual inferior. E, por conseguinte, teremos o obsessor e o obsidiado.

O objetivo da desobsessão é tratar tanto o obsidiado, que está sofrendo a obsessão, como também, o obsessor. Apenas afastar o obsessor não possui nenhum efeito duradouro; necessária a conscientização e o esclarecimento tanto do encarnado como do desencarnado.

Acreditamos que a Reforma íntima do obsidiado é fundamental para o resultado positivo do Tratamento de Desobsessão. Ao rever sua conduta e modificar os seus hábitos ele se torna cada vez menos suscetível a processos obsessivos, além de auxiliar aqueles espíritos desencarnados que lhe não sejam afins, através dos bons exemplos.

"O Espiritismo é, acima de tudo, o processo libertador das consciências, a fim de que a visão do homem alcance horizontes mais altos."
XAVIER, Francisco C.